Montar um coworking de clínicas pode facilitar o acesso à saúde, veja o porquê!

Atualmente, muitas pequenas empresas estão fechando, enquanto os coworkings de clínicas estão cada vez mais populares a cada ano, providenciando mais acesso à saúde.

O setor de escritório compartilhado está evoluindo e quem pretende estabelecer o seu próprio consultório deve, como em qualquer processo empresarial, levar em conta alguns benefícios para manter sempre o acesso à saúde.

Essa organização do trabalho permite que os clientes tenham acesso mais fácil aos serviços de saúde, já que o coworking permite que mais especialidades atendam em um só local e também, podem ajudar na redução de custos para a clínica e, consequentemente, reduzir o preço de cada consulta.

Em seguida, veja mais sobre a facilitação desse acesso:

Novos profissionais e o acesso à saúde

Não é novidade que abrir um consultório próprio ou clínica médica é menos acessível a recém formados, por exemplo.

O custo para abertura de um empreendimento, ainda mais se tratando do ramo da saúde, é alto. Além de ser necessário alugar ou comprar um imóvel, há todos os gastos quanto às instalações, que incluem:

  • mobília;
  • equipamentos;
  • eletrônicos;
  • despesas;
  • entre outros.

Além disso, no caso de aluguel, o profissional da saúde necessita assinar um contrato de aluguel de consultório, que poderá trazer ainda mais despesas, como o valor de caução, por exemplo.

Já com o coworking de clínicas, todas as instalações e o local já estão prontos, e todas despesas do consultório são pagas conforme a utilização do profissional.

Com essa facilitação à saúde, mais profissionais recém formados podem se inserir no mercado, sem precisar contar com tantos gastos.

Como resultado, mais profissionais podem atender mais pacientes, fazendo com que o acesso à saúde se torne mais acessível em todos os locais.

O coworking de clínicas e a flexibilidade de horários

A flexibilidade de horários dos profissionais da saúde que aderem ao coworking também afeta diretamente o acesso à saúde.

Graças à flexibilidade e acessibilidade, o coworking de clínicas permite que os profissionais possam desfrutar sua vida e ter um equilíbrio.

Ao “locar” um horário, o profissional da saúde poderá aproveitar o máximo de tempo com cada paciente, fazendo um atendimento sem correria.

Desse modo, o acesso à saúde é melhor aproveitado, visto que o paciente será melhor tratado, com equipamentos de ponta e um atendimento de qualidade.

O atendimento de qualidade também se dá devido a flexibilidade de horários, pois o profissional poderá aproveitar melhor seu tempo de lazer, sem estresse.

Assim, quando estiver no trabalho, estará devidamente descansado e poderá agir da forma mais apropriada possível durante a consulta, entendendo todas as necessidades e sintomas do paciente.

Clinspace e o acesso à saúde

Pensando em um melhor acesso à saúde unido ao coworking de clínicas, é possível encontrar o consultório ideal com a Clinspace, uma “espécie” de coworking.

A Clinspace tem como objetivo principal ajudar na distribuição do serviço médico, através do aluguel de consultórios por períodos e por hora (manhã, tarde e noite).

Desse modo, sejam profissionais recém formados ou que desejam maior flexibilidade no horário, podem optar por reduzir custos, em comparação a um consultório particular.

Todos consultórios contam com os certificados necessários (da vigilância sanitária e da prefeitura), para que os profissionais possam atuar sem nenhum problema.

Além disso, dependendo do local escolhido, também estará incluso serviços administrativos, de marketing e recepção, sem custos adicionais.

Coworking de clínicas médicas e a distribuição dos serviços médicos no Brasil e no mundo

Entre os profissionais da saúde espalhados pelo país, grande parte está altamente concentrado nas grandes cidades, de acordo com a demografia médica.

Conforme a pesquisa, a taxa de médicos por mil habitantes é de 2,5 a 28 vezes maior nas capitais do que no interior, dependendo do estado.

Por conta disso, existe uma demanda reprimida pelo acesso à saúde. Essa demanda poderia ser suprida por profissionais dispostos a atuar periodicamente no interior, sem ter que morar nessas regiões.

Atualmente são raros os meios para viabilizar essa forma de atuação, além de outros dados que assustam, como por exemplo:

Médicos de acordo com a região

No Brasil, há uma média de 2,18 médicos para mil habitantes, sendo que essa é somente uma média, visto que em algumas capitais há mais de 12 médicos por mil habitantes e em interiores, é possível ter menos de um médico para cada mil habitantes.

Cada região conta com uma densidade médica diferente, por exemplo:

  • Norte: 20.884 médicos
  • Nordeste: 80.623 médicos
  • Sudeste: 244.304 médicos
  • Sul: 68.430 médicos
  • Região Centro-Oeste: 37.536 médicos

Com esses dados, é possível verificar a desigualdade quanto a distribuição no acesso à saúde, como no caso do Sudeste, com 244.304 médicos contra o Norte, com apenas 20.884 médicos.

Além disso, especialistas também são citados na demografia médica, seguindo o mesmo padrão da média citada acima (quanto mais médicos na região, também existem mais especialistas).

Assim, as regiões como o Norte, Centro-Oeste e Sul, que contam com poucos profissionais da saúde em comparação aos outros locais, também irão ter menos especialistas.

No interior, o mesmo cenário se repete, sendo bastante recorrente a inexistência de especialistas em uma região, sendo preciso que o paciente vá para outro local para consultar.

Comparação com outros países quanto ao acesso à saúde

Em suma, os outros países contam com mais de 3 médicos por mil habitantes, sendo a média de 3,40 médicos.

A Demografia Médica realizou essa comparação com diversos outros países, somando no total 34 países analisados.

Os médicos diplomados também chamaram a atenção, sendo que a média dos outros países foi de 13,30 médicos, e no Brasil a média é de somente 10,20 médicos.

Coworking de clínicas com a Clinspace

A Clinspace não só ajuda os profissionais da saúde a reduzirem custos ou os pacientes terem mais acessos à saúde, como também busca deixar clínicas menos ociosas.

Muitos profissionais deixam suas clínicas ociosas por longos períodos, pois atuam também no serviço público e não tem o tempo necessário para que os custos sejam “bem pagos”.

Assim, o tempo ocioso da clínica poderia ser utilizado para aumentar o faturamento da empresa ao disponibilizá-la a outros profissionais selecionados através da Clinspace.

O coworking entre clínicas funciona de forma simples, basta o dono do local cadastrar no site o seu empreendimento, preencher algumas informações e fotos para que o local seja alugado.

Assim, a Clinspace é capaz de criar um coworking entre clínicas, fazendo com que diversos pacientes e profissionais tenham acesso à saúde.

Benefícios do coworking

Com o acesso à saúde garantido aos pacientes, existem também diversas vantagens que devem ser detalhadas para que os benefícios do coworking sejam explorados:

Redução de custos

A redução de custos é um dos principais benefícios de optar por um escritório compartilhado, visto que todos os custos também são compartilhados.

Não existem gastos quanto a papelada, como certificados da vigilância sanitária e prefeitura, além disso, todas as contas de água, luz, lixo e diversas outras despesas são divididas.

Além disso, também existe zero custo quanto a mobília e até mesmo certos equipamentos, dependendo do local escolhido.

O valor do aluguel é reduzido drasticamente, visto que o profissional da saúde somente irá utilizar um período do dia.

O proprietário da clínica irá contar com a redução de custos, visto que antes teria que arcar com todas as despesas sozinho.

Colaboração de profissionais

O coworking de clínicas tem como benefício a colaboração entre profissionais, visto que você irá dividir o local com outros profissionais da saúde, que muitas vezes, podem auxiliar em alguns casos.

Trocar opiniões e discutir casos pode ser muito valioso para quem deseja se aprimorar na medicina, sendo uma parte recorrente dentro do coworking.

Além disso, existe também a possibilidade de recomendações, seja para o profissional que irá atuar no coworking, quanto o colega de serviço, que poderá recomendar para um paciente.

Desse modo, é possível contar com o crescimento profissional em suma, somente no “boca a boca” em um consultório ou clínica compartilhada recebendo indicações ou então aprendendo novas informações que podem auxiliar em casos futuros.

Acesso à saúde com o coworking

O coworking de clínicas ou consultórios pode ser útil para diversos profissionais da saúde que desejam ter um “consultório próprio”, apesar de compartilhado.

Com o consultório compartilhado, é possível contar com sua própria lista de pacientes, não dependendo de convênios médicos ou centros médicos, que pagam pouco.

Apesar do coworking ainda estar crescendo no Brasil, surgem cada vez mais oportunidades de reduzir custos e ganhar ainda mais pacientes, através da própria distribuição de serviços médicos.

Conte com a Clinspace para ter seu próprio consultório pronto para uso, a partir do coworking de clínicas!

Recentes

Regras para consultório compartilhado: 4 itens para não deixar passar!

Você conhece as regras para consultório compartilhado? O consultório compartilhado pode ser uma...

Quanto custa abrir um consultório odontológico no Brasil?

A prática odontológica é um compromisso organizacional e econômico. O dentista é o seu próprio empregador e isso traz duplo fardo, responsabilidade...

Prontuário do paciente: você está fazendo da maneira certa?

O prontuário do paciente é um dos principais documentos para guiar o trabalho médico e orientar os próximos passos do tratamento indicado...

Relacionados

Regras para consultório compartilhado: 4 itens para não deixar passar!

Você conhece as regras para consultório compartilhado? O consultório compartilhado pode ser uma...

Quanto custa abrir um consultório odontológico no Brasil?

A prática odontológica é um compromisso organizacional e econômico. O dentista é o seu próprio empregador e isso traz duplo fardo, responsabilidade...

Prontuário do paciente: você está fazendo da maneira certa?

O prontuário do paciente é um dos principais documentos para guiar o trabalho médico e orientar os próximos passos do tratamento indicado...

Porque fidelizar clientes sai mais barato que conquistar novos?

Criar um relacionamento duradouro com seus clientes traz muitos benefícios para sua empresa. Em um contexto marcado por acirrada competição e volatilidade...