/* ]]> */

Medicina de precisão: Como implementar na sua clínica?


Você já conhece a medicina de precisão? Ela foi criada com objetivo de entregar um tratamento eficiente e tão preciso ao ponto de cometer erros comuns da medicina tradicional.

Esse tipo de medicina foi criada devido a evolução da área e conta com a ajuda de diferentes profissionais da saúde em um só tratamento.

Aliás, se trata de uma área em expansão: conforme o estudo da Deloitte que trata sobre o futuro da área da saúde, o mercado de medicina de precisão pode crescer para $87,7 bilhões até 2023.

Em seguida, confirma mais sobre o que é a medicina de precisão, suas vantagens e também como implementar em sua clínica!

O que é a medicina de precisão?

Assim como o próprio nome diz, a medicina de precisão traz o tratamento mais preciso possível, além de uma eficácia em todos os processos.

Esse tratamento preciso é possível através de um tratamento individualizado para cada paciente.

Ou seja, quando um paciente está sendo atendido são levados em consideração diversos fatores, como por exemplo:

  • características biológicas;
  • influências ambientais;
  • genética;
  • histórico do paciente;
  • impactos da vida do paciente;
  • entre outros.

As análises também envolvem as inter-relações do paciente com o ambiente: como o microbioma, lipidoma, metaboloma, etc. 

Além desses fatores, também são considerados exames que são realizados, como o próprio teste genético.

Todos esses dados e informações coletadas são transformados em algoritmos matemáticos, a fim de compor um padrão clínico.

Desse modo, é possível encontrar o melhor medicamento para cada caso, trazendo mais eficiência e precisão ao tratamento.

Medicina de precisão no Brasil

Apesar de não ser uma prática muito comum, ainda há diversos avanços quanto a implementação dessa prática no Brasil.

Em 2013 houve a criação da Rede Nacional de Farmacogenética, que gerou os dados da população brasileira e ganhou destaque no campo da pesquisa.

Já no ano de 2015 houve o apoio a criação da Brazilian Initiative on Precision Medicine (BIPMed) pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Isso trouxe uma plataforma feita unicamente para estocar dados genéticos provenientes de cinco centros dessas instituições.

Por fim, em 2017 também foi criada a Associação Brasileira de Medicina Personalizada e de Precisão (ABMPP).

A prática continua crescente no Brasil, e em breve haverão cada vez mais estabelecimentos de saúde aderindo a medicina de precisão devido aos seus diversos benefícios.

Benefícios da medicina de precisão

Em seguida, confira mais alguns dos principais benefícios da medicina de precisão a longo e a curto prazo:

Vantagens a longo prazo

Entre as vantagens a longo prazo estão a considerável melhora no diagnóstico e tratamento de pacientes.

Além disso, a conduta médica de um número maior de doenças também é um fator a ser considerado positivamente.

Outro favor positivo é a possibilidade de caracterizar subpopulações, pois elas podem ser previamente definidas através de testes clínicos.

A caracterização de subpopulações também estimula o desenvolvimento quanto a busca de drogas específicas para esses pacientes.

Para clínicas, o atendimento personalizado e um tratamento eficiente traz diversos novos pacientes a clínica, além da fidelização permanente a longo prazo.

Vantagens a curto prazo

Entre as principais vantagens a curto prazo também está a melhora no diagnóstico e na conduta médica quanto a doenças já bem estudadas.

Também é possível evitar desperdícios com condutas que já foram comprovadamente não eficazes

A medicina de precisão traz a diminuição de riscos durante o tratamento, fazendo com que muitos pacientes obtenham os resultados rapidamente.

Para clínicas, também há as vantagens a curto prazo quanto a ganho de clientes e a fidelização, além da redução de custos com condutas que não são eficazes.

Medicina tradicional x Medicina de precisão

Medicina tradicional x Medicina de precisão

Uma dúvida frequente é quanto as diferenças entre a medicina tradicional e a medicina de precisão.

É comum que na medicina tradicional haja um tratamento universal para cada doença, não considerando as características individuais do paciente.

Enquanto isso, na medicina de precisão, há uma visão completa do paciente, trazendo um tratamento totalmente personalizado a cada paciente.

Isto é, na medicina de precisão, não é possível começar o tratamento do paciente somente com um diagnóstico.

Há diversas etapas para que o tratamento, enfim, seja iniciado da melhor forma possível e obter resultados eficientes de forma rápida.

Um bom exemplo é no caso de duas pessoas com uma mesma doença, como por exemplo:

Se dois pacientes vão a mesma clínica e sofrem de hipertensão (e apresentam similaridades de histórico clínico), ambos provavelmente terão a receita de um mesmo remédio.

No entanto, ambos pacientes podem não reagir da mesma forma ao medicamento, como no caso de efeitos colaterais e resposta ao tratamento.

A única diferença que difere a resposta ao tratamento é algum aspecto do genoma do paciente, o que a medicina de precisão ajuda a identificar.

Isso faz com que as drogas possam minimizar os efeitos colaterais, além de produzir melhores resultados para o paciente.

Testes e exames que podem ser realizados

A conduta médica padrão é adotada para todos os casos da ciência na medicina tradicional e isso só está sendo mudado devido as evoluções no campo da genética.

Atualmente, um teste genético é capaz de indicar a sugestão adequada de resistência ou de suscetibilidade a determinado tipo de tratamento e também de medicamento.

Esse teste agiliza a orientação clínica, além de trazer resultados realmente precisos (e de forma rápida).

Atualmente, esse modelo vem sido muito utilizado em algumas áreas da saúde:

  • neurociência;
  • cardiologia;
  • oncologia;
  • bem-estar.

Com os testes e exames realizados é possível também haver o Aconselhamento Genético, que permite o prognóstico e a prevenção de doenças que são genéticas.

Além disso, o sequenciamento do Exoma faz uma varredura do DNA do paciente, analisando os éxons de aproximadamente 22.000 genes.

Esse exame é capaz de analisar de 93 a 97% de todos os genes relacionados às questões médicas, de forma simultânea.

Há ainda os testes realizados a partir de biopsias, onde uma análise morfológica é feita e analisada também de forma simultânea as mutações em mais de 52 genes que estão relacionados a tumores.

Com esse teste, é possível contar com possibilidades de medicamentos adequados, tratamentos e uma abordagem apropriada a cada paciente, caso conte com tumores.

Essa abordagem totalmente personalizada é possível devido a compreensão de como está o genoma do tumor, além de quais foram as mutações somáticas encontradas.

Há outros exames e testes que podem ser realizados, que são focados em identificar genomas para um atendimento personalizado, porém são pouco encontrados no Brasil.

Implementação da medicina de precisão em clínicas

A implementação da medicina de precisão em clínicas pode contar um alto investimento, uma vez que se trata de algo ainda inovador no país.

Para implementar a medicina de precisão, é necessário:

Equipe multidisciplinar

Para a implementação ocorrer é necessário contar com uma equipe multidisciplinar com diferentes especialistas.

Entre os principais, é preciso ter o apoio com geneticistas, bioquímicos, biólogos e é claro, os médicos com diferentes especialidades.

Esses profissionais são necessários para que seja possível analisar o paciente, realizar todos os testes e exames necessários e contar com diferentes pontos de vistas.

Cada profissional irá contar com diferentes funções que são complementares para fazer com que o processo de diagnóstico e tratamento fique completo.

Estrutura personalizada para clínicas

A estrutura comum de clínicas médicas pode não ser o bastante para realizar a medicina de precisão.

É fundamental que haja salas exclusivas somente para os exames e testes que devem ser realizados, com os espaços necessários para todos os equipamentos.

Além disso, por ser necessário uma equipe multidisciplinar, também será necessário diversas salas de atendimento.

Dependendo do tamanho da clínica, é ideal que cada profissional tenha a sua sala, pois eles precisam de um espaço individual para trabalhar e atender os pacientes.

A estrutura da clínica deve ser prática para todos os profissionais, uma vez que haverá diversas pessoas atuando no mesmo local. Aliás, a organização também é um ponto-chave importante na hora de manter o estabelecimento funcionando da melhor forma.

Equipamentos para realizar a prática

Assim como pode ver, é necessário contar com uma estrutura adequada para que os exames/testes possam ser realizados.

Na sala também será necessário contar com todos os equipamentos necessários para que os exames sejam feitos.

Caso considere oferecer testes genéticos (que são muito comuns dentro da prática de medicina de precisão) será necessário contar com um planejamento.

Nesse planejamento, é recomendado contar com o investimento necessário para obter os equipamentos certos, que tenham um ótimo custo-benefício em relação a qualidade.

Adquirir equipamentos de qualidade é essencial para que os resultados também tenham qualidade, mesmo que se trate de um investimento maior.

Outra opção é realizar a terceirização dos testes genéticos com empresas especializadas, o que traz um baixo investimento a curto prazo.

Integração de dados médicos

A medicina de precisão é justamente realizada para avaliar o paciente de diferentes modos, através de análises e pontos de vista.

Por conta disso, a integração de dados médicos da clínica é essencial, pois todos os profissionais envolvidos deverão contar com os dados adquiridos e outras opiniões.

É necessário sempre focar no compartilhamento de dados para que o paciente conte com uma boa experiência, além de obter seu diagnóstico e tratamento de forma precisa.

Essa integração pode ser realizada através da tecnologia, que pode auxiliar nesse processo através de softwares médicos.

Os softwares médicos são capazes de fornecer diversas informações e dados sobre os pacientes, incluindo também os testes e exames realizados.

Desse modo, todos profissionais da saúde envolvidos nesse processo poderão acessar o prontuário eletrônico do respectivo paciente.

Recentes

Regras para consultório compartilhado: 4 itens para não deixar passar!

Você conhece as regras para consultório compartilhado? O consultório compartilhado pode ser uma...

Quanto custa abrir um consultório odontológico no Brasil?

A prática odontológica é um compromisso organizacional e econômico. O dentista é o seu próprio empregador e isso traz duplo fardo, responsabilidade...

Prontuário do paciente: você está fazendo da maneira certa?

O prontuário do paciente é um dos principais documentos para guiar o trabalho médico e orientar os próximos passos do tratamento indicado...

Relacionados

Regras para consultório compartilhado: 4 itens para não deixar passar!

Você conhece as regras para consultório compartilhado? O consultório compartilhado pode ser uma...

Quanto custa abrir um consultório odontológico no Brasil?

A prática odontológica é um compromisso organizacional e econômico. O dentista é o seu próprio empregador e isso traz duplo fardo, responsabilidade...

Prontuário do paciente: você está fazendo da maneira certa?

O prontuário do paciente é um dos principais documentos para guiar o trabalho médico e orientar os próximos passos do tratamento indicado...

Porque fidelizar clientes sai mais barato que conquistar novos?

Criar um relacionamento duradouro com seus clientes traz muitos benefícios para sua empresa. Em um contexto marcado por acirrada competição e volatilidade...