Principais dicas de marketing médico para sua clínica

Se você quer um marketing médico para sua clínica que seja a prova de falhas, confira algumas dicas que podem te ajudar nessa jornada.

Em primeiro lugar é importante ressaltar que as restrições a respeito do marketing na área médica não impedem ninguém de crescer no mercado.

Aliás, o Manual de Publicidade Médica somente proíbe um marketing sensacionalista, que faz divulgação de informações de conteúdos inverídicos ou então promocionais.

E não ter esses itens é mais do que o essencial para ser uma marca honesta, ainda mais quando se trata da saúde das pessoas.

Desse modo, confira algumas dicas úteis tanto na hora de criar a sua clínica quanto na hora de oferecer seus serviços.

O marketing médico para sua clínica precisa ter um público alvo

Algumas pessoas subestimam a escolha do público-alvo e buscam atingir o máximo de pessoas possíveis para vender mais, mas isso é um erro que pode dar o efeito reverso.

Toda a base do marketing médico para sua clínica será baseada no seu público-alvo, então saber quem você irá atender é essencial.

Para saber seu público-alvo, você irá precisar fazer uma pesquisa de mercado, considerando as seguintes informações:

  • características demográficas;
  • comportamentos;
  • hábitos dos pacientes;
  • concorrência.

A partir desses dados, você já poderá analisar o público com quem você irá atuar e o resto do marketing médico também fica mais simples de se compreender.

Imagine o seguinte cenário: você está abrindo uma clínica médica com diversas especialidades, e ao analisar o bairro em que você irá atuar encontra uma taxa alta de idosos morando na região.

Assim, é possível concluir que serviços como de geriatria, oftalmologia, e outros muito utilizados por esse público-alvo podem ser ótimas opções de investimento.

Além disso, através de pesquisa de mercado é possível verificar se a sua concorrência não está suprindo alguma necessidade.

Desse modo, investir em uma boa pesquisa de mercado para descobrir seu público-alvo é essencial para começar seu marketing médico com o pé direito.

Logo após fazer essa etapa, é possível seguir para a próxima dica que também faz parte da “criação” do seu empreendimento.

O marketing médico para sua clínica precisa de uma identidade visual

Fazer sua marca ser lembrada através da identidade visual é um passo muito importante que não deve ser ignorado.

Se falarmos a respeito de maizena, que imagem vem à mente? 

Em primeiro lugar, o nome correto é “amido de milho”, mas a marca maizena marcou tanto as pessoas que o nome correto agora é ignorado.

Se imaginou uma caixa amarela, está correto! Tudo isso se trata de uma identidade visual bem feita.

É claro que quando falamos de uma clínica médica estamos tratando de um serviço, e não um produto a ser comprado, mas se aplica quase da mesma forma.

Para criar uma identidade visual de qualidade, será necessário a contratação de um profissional na área de Design Gráfico.

Ele trabalhará com cores, tipografia, símbolos e ícones que serão feitos para expressar a ideia da sua clínica.

É comum vermos clínicas e hospitais relacionados aos tons verdes e azuis claros, pois se trata de cores que estão associados a bem-estar e saúde.

Isto é, somente pela cor de um cartão de visita e seu ícone, você poderá assumir sobre o que é o empreendimento, mesmo sem ler do que se trata.

Assim, sua clínica também precisa desses itens, incluindo uma logomarca, isto é, a representação do nome da sua clínica que será utilizada em cartões de visita, documentos e até mesmo em uniformes.

Essa é uma etapa que não deve ser menosprezada e deixada para depois, pois é essencial que o seu marketing médico já tenha uma identidade visual formada.

Aliás, toda essa identidade visual poderá contribuir na hora de fazer seu próprio site e redes sociais.

Criar site, redes sociais e o que for preciso

O marketing médico para sua clínica não pode ficar somente no “boca a boca”, então é necessário fazer com que as pessoas encontrem seu negócio.

Isso pode ser feito através de um site e nas redes sociais, o recomendado é utilizar ambas opções.

O site deverá fornecer todas informações de contato necessárias para que a pessoa consiga contatar alguém e chegar a sua clínica.

Além disso, no próprio site também informe todas as modalidades que sua clínica atua, dias em que cada modalidade está (pois é comum que alguns médicos não trabalhem todo o dia somente em uma clínica).

De preferência contrate um profissional, a fim de dar ao site um ar profissional e amigável para todas idades, com bate-papo para quaisquer dúvidas que tenham.

Já quanto às redes sociais: clínicas médicas costumam optar pelo uso do Facebook e do Instagram, mas isso não é uma regra.

A rede social é feita para criar uma conexão com seu potencial cliente, então ao contrário do site, a rede social deve ser mais amigável e acolhedora.

Através dela você também pode responder dúvidas em qualquer horário, além de postar informações relevantes a pessoa.

Se você mora em uma cidade pequena e você sabe que as pessoas preferem o boca a boca, talvez apostar muito dinheiro em redes sociais não seja o mais viável.

Você poderá criar soluções como cartões de visita onde disponibiliza meios de contato para tirar dúvidas, entre outras opções.

Assim, vamos ao próximo tópico que irá complementar algumas informações desse:

Criar conteúdo relevante

Criar conteúdo para outras pessoas não é uma tarefa fácil, porém é uma etapa importante para ter um empreendimento de sucesso.

Clínicas médicas tem muita informação útil para as mais diversas pessoas, então criar conteúdo que será interessante não é um problema.

Falar sobre algumas doenças comuns, seus cuidados, tratamentos, sintomas e tudo pode ser explorado.

Dicas a respeito de vitaminas, de como cuidar melhor dos dentes e diversos outros itens podem ser tratados.

E quando você posta algo realmente útil para outra pessoa, ela irá apreciar seu conhecimento que foi compartilhado, notando sua clínica.

Quando as pessoas começam a notar sua clínica, porque ela está se destacando por ajudar pessoas com dicas e curiosidades, isso se torna um diferencial.

E esse diferencial não é algo “pequeno” como ter uma máquina de café na recepção, por exemplo.

Se trata de algo útil, então as pessoas costumam voltar a olhar as informações de suas redes sociais e/ou site e eventualmente ir em sua clínica.

Mas é claro que não adianta investir em um marketing médico nas redes sociais e não investir no “marketing” da sua própria clínica médica.

Atendimento 

O marketing médico para sua clínica pode contar todos itens acima, as pessoas podem amam suas publicações, mas se na hora de ir à sua clínica não houver um bom atendimento, esses clientes não voltam mais.

Aliás, a frustração pode ser até maior, uma vez que elas já tinham uma expectativa feita a respeito da clínica.

Há coisas que clínicas não podem controlar, como o sucesso dos seus concorrentes, um clima terrível que fará diversos clientes desmarcarem suas consultas e outras coisas, mas para o atendimento não há desculpa.

Você, como dono do negócio, tem 100% de controle a respeito dos seus colaboradores contratados e também dos seus respectivos treinamentos.

Ter um atendimento ágil e atencioso não deve ser um diferencial do seu negócio, pois se trata do mínimo necessário.

É claro que se outras clínicas tiverem um atendimento prestado ruim, isso se tornará um “diferencial”, o que torna o atendimento parte do marketing médico.

Desse modo, invista em treinamentos de qualidade para todos os colaboradores da sua clínica, sem exceções.

Você também pode investir em tecnologias que farão seu atendimento ser cada vez mais rápido, onde não haverá atrasos ou filas.

Ser pontual e atencioso é um requisito mínimo, mas se você conseguir otimizar ainda mais esse processo, o atendimento irá se tornar mais um fator determinante para que as pessoas escolham sua clínica médica.

Invista em e-mail marketing

Esse meio de comunicação deve ser tratado separadamente do site e das redes sociais, pois traz um objetivo um pouco diferente.

Por meio do e-mail marketing, é possível manter contato com pacientes que já são clientes fixos da sua clínica como também captar possíveis clientes que demonstraram interesse em seus serviços.

Apesar do envio constante de e-mails não ser ideal, pois pode espantar os clientes com tantos “spams”, é possível fazer com que possíveis clientes lembrem da sua marca devido a um e-mail.

Não há um número certo de e-mails para se enviar por dia ou por semana, sendo necessário uma breve pesquisa e testes para descobrir a quantidade ideal.

Assim, é possível que um possível cliente lembre da sua clínica quando for necessário marcar uma consulta ou exame.

Como por exemplo: uma pessoa mora próxima a sua clínica, mas ela não é cliente porque precisa de um serviço específico.

Assim que você trouxer esse serviço, você poderá fazer um e-mail não só alertando já clientes, como também aquela pessoa interessada e a conquistar em poucos segundos através de um e-mail informativo a respeito da chegada do serviço.

Marketing médico ideal para sua clínica

Desse modo, você pode investir em marketing médico para sua clínica sem precisar fazer nada que vá contra o CFM.

Invista da melhor forma no seu marketing médico seguindo essas dicas e se aprofundando em cada assunto.

Conhecer mais a respeito de treinos para colaboradores ou de como realizar uma pesquisa de mercado completa pode fazer a diferença em seu negócio pode colaborar muito na hora de realizar essas dicas.

Se especialize também para fazer da sua clínica médica a melhor!

Recentes

Campanha paga para clínicas: Como funciona no Outbound e no Inbound Marketing?

Entenda neste conteúdo como funciona a campanha paga para clínicas

O que é tráfego pago e quando vale a pena investir nele?

Entenda o que é tráfego pago e quando vale a pena investir

Como abrir um consultório de psicologia sem deixar nada passar?

Veja como abrir seu consultório de psicologia sem deixar nada passar

Relacionados

Campanha paga para clínicas: Como funciona no Outbound e no Inbound Marketing?

Entenda neste conteúdo como funciona a campanha paga para clínicas

O que é tráfego pago e quando vale a pena investir nele?

Entenda o que é tráfego pago e quando vale a pena investir

Como abrir um consultório de psicologia sem deixar nada passar?

Veja como abrir seu consultório de psicologia sem deixar nada passar

Clínica de saúde: 4 ferramentas que não podem faltar na gestão

Uma clínica de saúde comprometida com o bem-estar de seus pacientes, precisa, sobretudo, estar de acordo com as regulamentações legais em constante...